Você já deve ter ouvido por aí que existem diversos tipos de óleos para o cabelo que podem ser utilizados nos fios para promover inúmeros benefícios. Pra te deixar informada, a Kerensa trouxe aqui pro blog os óleos capilares mais comentados do momento, e explica pra que serve cada um deles. Confira:

Óleo de rícino: o óleo de rícino, também conhecido como óleo de mamona, é indicado para quem sofre com a queda de cabelo. O óleo minimiza esse problema e ainda impulsiona o crescimento, tornando o cabelo mais forte e espesso. Ao aplicar, massageie o couro cabeludo com os dedos. Quem possui muitas pontas duplas também pode utilizá-lo, porém na extensão dos fios.

Óleo de coco: esse é o queridinho das brasileiras. Ele é fácil de encontrar, pois é o mais pedido pelas mulheres. Se for 100% natural, melhor ainda. É rico em vitamina E, K, ácidos graxos e outros nutrientes. Ele fortalece desde o couro cabeludo até as pontas, e por isso é um dos óleos mais completos. Ideal para combater o temido frizz e as pontas duplas. Pode ser utilizado também para umectação capilar.

Óleo de argan: é poderoso para recuperar cabelos ressecados e com frizz. É a melhor forma de hidratar e trazer brilho instantâneo, então, é bom sempre tê-lo em sua nécessaire! No entanto, este não é um tipo de óleo para ser aplicado no couro cabeludo e deve ser usado com cautela para não deixar os fios oleosos.

Óleo de linhaça: rico em ômega 3, 6, ceramidas e vitamina E, é antioxidante, umectante, hidratante e fortificante. É indicado para cabelos secos, ressecados, danificados, quebradiços e quimicamente tratados. Estimula o crescimento e hidrata, mantendo a oleosidade natural do cabelo. É excelente para o couro cabeludo e para toda a extensão dos fios.

Óleo de ojon: é rico em aminoácidos, lipídios e antioxidantes naturais. Ele funciona como um excelente restaurador das células capilares, e deixa o cabelo com mais brilho ao restaurar sua vitalidade. Ele também reduz o volume dos cabelos arrepiados e do frizz, podendo ser utilizado antes e depois do uso de secadores e chapinhas.

Gostou das nossas dicas sobre tipos de óleo para o cabelo? Lembre-se de consultar seu cabeleireiro antes de iniciar qualquer tratamento!